sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

A GESTÃO DE TEMPO NÃO É TAREFA FÁCIL



Ramiro diz que a boa gestãofaz com que o tempo jogue a favor da pessoa (FOTO: FABÍOLA CANGUSSU)


Fabiola Cangussu
Repórter

A grande maioria das pessoas não sabe como administrar seu tempo, isso segundo pesquisa se deve a dificuldade de eleger prioridades, e acabam pensando que tudo é importante e que seria prejudicial escolher uma entre as demais atividades.
Adriana veloso, 31, Niteroi/RJ, leitora do blog disse ter dificuldades de otimizar seu tempo e de priorizar suas metas.
Segundo Ramiro Sancho, especialista em comportamento humano, essa dificuldade de Adriana Veloso é muito mais comum do que se possa imaginar.
- No geral as pessoas não traçam seus objetivos do dia, ou seja, agendam todas as tarefas que devem ser executada no decorrer de um dia, e acabam sendo atropeladas pelas atividades que surgem, sem saber bem ao certo se essas poderiam esperar por um momento mais propício. É por isso que costumamos ouvindo frases do tipo : Gostaria que meus dias tivesse 48 horas – exemplifica o especialista.
Ramiro aconselha a todos com dificuldades de gerir o tempo é aprender a priorizar as tarefas. Para que se comece essa organização primeiro passo é montar uma agenda.
- Anote na agenda as tarefas a serem executadas, depois classifique cada uma pelo sistema de prioridade. Alta prioridade são aquelas que devem ser feitas no mesmo dia. Média Prioridade as que podem esperar em torno de 48 horas, e a de baixa prioridade, aquelas que podem esperar, sem comprometer o trabalho como um todo – explica.
O especialista explica que o inesperado acontece, por isso a gestão do tempo é maleável.
- Não se pode desesperar com o surgimento de novos acontecimentos. A vida é dinâmica e todos devem se preparar para adaptar a novas situações. A agenda serve para orientar e não para escravizar as pessoas. Estejam sempre preparados para mudarem as prioridades.É importante dedicar um tempinho de manhã e a noite para avaliar se as tarefas do dia foram realizadas e planejar o dia seguinte. Não se esqueça de incluir junto as obrigações, o tempo de lazer e o de convívio com parentes e amigos. Com esses cuidados se elimina o círculo vicioso de apagar incêndios, e o tempo começa a jogar a seu favor – conclui o especialista.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

APENAS 12% CUMPREM METAS DE ANO NOVO


Ramiro Sancho ressalta que as metas precisam ser realistas, planejadas e acompanhadas FOTO: CAROL AYALA


Fabíola Cangussu
Repórter

Janeiro de 2011 já está no final e a grande pergunta que fica é: Quais foram as metas feitas para este ano que você já começou a colocar em prática? Iniciar uma poupança, matricular-se numa academia de ginástica, perder peso, iniciar uma nova empresa... Caso não tenha iniciado nenhumas das metas traçadas, saiba que não está sozinho. Estudos apontam que apenas 12% das pessoas cumprem as metas de fim de ano.
O especialsita em comportamento humano Ramiro Sancho diz que a grande maioria das pessoas não sabe quais as etapas certas para executar suas metas.
- No geral as pessoas dizem o que querem para o novo ano, sem saber quais os caminhos concretos de conquista-los. Muitas não percebem realmente o que desejam e na grande maioria traçam metas intangíveis, sem o menor planejamento – justifica o especialista.
Segundo Ramiro, ainda dar tempo de reformular as metas e colocá-las em prática.
- A vida é um eterno recomeço. Então ao invés de ficar pensando em reformular seus planos em dezembro, pegue papel e caneta e anote seu principal sonho e suas prioridades, e em seguida veja todos os passos necessários para concretizá-los. Verifique se essa meta é realizável a curto, médio ou longo prazo, mas não se esqueça de ser realista. Se pretende emagrecer cerca de 30 quilos, deve ter em mente que esse projeto é de longo prazo. Então o primeiro passo é marcar consulta com endocrinologista e com nutricionistas, depois, planejar rotina de atividades físicas, e em alguns casos, acompanhamento psicológico. Anote todas as etapas cumpridas, depois analise o que está dando certo e o que deu errado. Corrija os pontos negativos e siga com os acertos. Isso certamente garantirá a conquista do seu planejamento – garante Ramiro.
O especialista ensina que as metas devem ser mensuráveis, atingíveis e específicas.
- Para ser concretizada, a meta deve ser específica. Não adianta dizer quero estabelecer-me financeiramente. A pessoa tem de dizer exatamente o que espera dessa estabilidade, como por exemplo, um carro X, um apartamento Y e assim por diante, além de estabelecer os prazos realistas para essas conquistas, além disso, a meta precisa ser mensurável, ou seja, ter condição de acompanha o desenvolvimento dessa meta. Nesse processo verifica-se quanto já se consegue ter para o carro, quais as economias alcançadas para a casa. As pequenas conquistas motivam e faz com que as pessoas continuem investindo em suas metas. Outra dica de motivação é sempre visualizar suas metas em processo de concretização e saber que elas envolvem você em todos os aspectos – ensina Ramiro.

CONTATO: ENVIE PERGUNTAS E SUGESTÃO DE PAUTA PARA O EMAIL FABIOLACANGUSSU@YAHOO.COM.BR OU NO CAMPO DE COMENTÁRIOS